Como acelerar a transformação para o varejo inteligente

Finanças
TI
Operações
Estratégia
jul 27, 2021

O mercado varejista no Brasil se apresenta excepcionalmente complexo e dinâmico a partir de múltiplas conjunturas, sobretudo em um momento de expectativa pela confirmação da retomada do crescimento econômico no país. Em um contexto que exige cada vez mais competitividade e busca intensa por inovação, o setor do varejo está cada vez mais envolvido pela Transformação Digital.

Ao intensificar fortemente a digitalização dos trabalhos e processos no comércio, os avanços tecnológicos impulsionam cada vez mais as mudanças na jornada de compra dos consumidores. A evolução do mercado do varejo essencial tem acelerado de forma notável, instituindo tanto novos desafios como novas oportunidades para as empresas do setor ao investir na transformação efetiva para o estabelecimento do varejo inteligente.

A importância do setor varejista na economia

O varejo no Brasil é reconhecidamente um dos pilares da economia do país. O setor do comércio, organizado em atacado e varejo de mercadorias, movimentou R$ 2,04 trilhões em 2020, representando 27,6% do PIB. De acordo com os indicadores do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Consumo das Famílias em 2020 foi de R$ 4,48 trilhões, o que representa um impacto de aproximadamente 61% no PIB brasileiro de R$ 7,4 trilhões. Sendo um componente fundamental para a sustentação da economia brasileira, o setor totaliza 8,5 milhões de trabalhadores, empregando cerca de 26% dos trabalhadores formais brasileiros.

Os negócios realizados por lojas que comercializam produtos de uso essencial, como supermercados, farmácias e material de construção, envolveram no ano passado um volume de aproximadamente R$ 956,4 bilhões. Especificamente, os supermercados registraram crescimento de 9,36% nas vendas em 2020. Os empreendimentos deste setor atingiram um faturamento de R$ 554 bilhões, por meio da operação de todos os seus formatos e canais de distribuição (mercado de vizinhança, supermercado, hipermercado, atacarejo e e-commerce).

A evolução do mercado varejista no Brasil permanece em 2021. O Índice de Consumo da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) registrou alta de 7,06% no primeiro trimestre deste ano. Em relação à geração de empregos, o Comércio em abril apresentou o saldo de 10.124 novos postos de trabalho no mês e chegou ao acumulado no ano de 103.559 empregados.

De acordo com a Pesquisa Tendências 2021, realizada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, prevalece o empenho dos empresários supermercadistas em efetivar o dinamismo do mercado varejista. Segundo o estudo, 47,6% afirmaram que os investimentos em suas empresas vão crescer em 2021. Entre estes entrevistados, 77,1% demonstraram a intensão de ampliar os investimentos em até 15% para promover múltiplas melhorias em seus negócios.

Desafios para alcançar o varejo inteligente

Diante desta conjuntura, o mercado varejista tem a necessidade de promover uma estruturação consistente para que seu desempenho esteja sempre em consonância com as necessidades dos consumidores. Apostar em uma gestão de compras e fornecedores a partir de ferramentas consolidadas e todo o processo automaticamente integrado é a melhor forma para efetivar a construção de estratégias e soluções eficazes de gestão de mudanças.

Nesse sentido, é imprescindível desenvolver e se estabelecer como um varejo verdadeiramente inteligente, a partir da implementação constante de inovações relacionadas a estratégias e tecnologias para elevar a experiência do cliente. Oferecer uma vivência marcante em toda a jornada do consumidor, que já começa antes de iniciar o processo de compra e se estende até o pós-venda, uma vez que os clientes desejam mais conveniência e relações mais personalizadas.

Além disso, a empresa de varejo inteligente pressupõe a utilização de sistemas integrados que envolvem toda a operação do negócio, associando parceiros e fornecedores, sejam eles de logística ou recursos, em um ambiente versátil, ao acelerar as operações nos mais diversos cenários.

Ao melhorar a performance de ponta a ponta, obtendo o aperfeiçoamento em todas as etapas envolvidas, o empreendimento supermercadista conquista a capacidade de se transformar em uma empresa inteligente. Com o investimento em ferramentas adequadas e específicas, essa melhora será contínua, integrando os processos de forma ágil e efetiva.

 

A digitalização para transformar o negócio

Como forma de acelerar a jornada para alcançar o varejo inteligente, é fundamental a escolha por uma plataforma que seja capaz de entregar de forma robusta, segura e integrada todas as ferramentas que se encaixem nas necessidades específicas da empresa. A partir de uma solução bem pensada e implementada de forma ágil, o impacto no negócio será imediato, potencializando as oportunidades e maximizando os lucros.

Gestão Integrada em tempo real

Conectando todos os processos do varejo, de forma abrangente, indo desde os cadastros de clientes, históricos de compras, passando pelo gerenciamento de produtos, promoções, resultados de vendas e alcançando também a gestão de fornecedores, tudo em um só lugar, a empresa ganha em performance e lucratividade. A partir de uma base de dados confiável, é possível obter insights em tempo real que resultam em tomadas de decisão mais ágeis e assertivas. Dessa forma, toda a cadeia do negócio se torna mais eficiente sempre com o objetivo de levar ao cliente a melhor experiência no processo de compra.

Planejamento e Gestão da cadeia de suprimentos

Ao contar com uma solução que possua as ferramentas consolidadas para a melhor gestão da cadeia de suprimentos, a empresa terá ao seu alcance benefícios como maior agilidade na reposição de produtos em lojas e centros de distribuição, sejam regulares ou sazonais, a partir de um acompanhamento em tempo real de fluxos e estoques. O fluxo de compras passa a ser operado com requisição, cotação, pedido, contrato e liberação automática para o recebimento dos materiais.

Alinhando ainda a execução logística, a empresa terá todas as condições para responder de forma eficaz aos cenários de disrupção.

Controle financeiro e contábil

Outra funcionalidade importante que deve receber atenção especial na decisão pela melhor plataforma de gestão de recursos de negócio é a capacidade de integrar automaticamente todo o processo com custos, contabilidade e finanças, de acordo com as melhores práticas do varejo. Com relatórios gerenciais gerados automaticamente, contabilidade de custos e receitas, contas a pagar e contas a receber perfeitamente alinhados, a operação da empresa ganha em eficiência, agilidade e confiabilidade, gerando maior tranquilidade para encarar os novos desafios e oportunidades no setor do varejo.

A delaware possui expertise comprovada na implementação de soluções para o varejo com rápida adoção, ao partir de pacotes pré-configurados exclusivos e qualificados pela SAP para ajudar os seus parceiros a acelerar a jornada de transformação.

Entre em contato com um de nossos experts para conhecer todo o nosso compromisso em levar a sua empresa onde ela deve estar.